15/02/08

O ideal era a Hillary Clinton ser preta !

Quem, cá pelo burgo, lê ( que não é o meu caso ) os programas dos candidatos democratas às eleições presidenciais americanas, diz que Hillary Clinton está mais à esquerda que Obama. Mas pelos vistos há pessoal de esquerda que gostava era de ter um preto ( desculpem , um afro-americano ou descendente ou lá o que seja ) na presidência. É mais in, mais cool. Fuck the ideas. Mas pretos presidentes há muitos. Em África, pelo menos. Mulheres há e houve menos. E eu cá gosto mais de gajas ( até só tenho filhas ). Acho que elas sabem tomar conta de nós muito bem. O ideal ( para os que são da verdadeira esquerda ) era termos uma Hillary Obama ou seja uma gaja preta que fosse candidata. Na impossibilidade eu voto Hillary Clinton, se fosse eleitor americano. Como não sou , é o chamado voto inútil. Ainda bem.
P.S. : essa esquerda ainda vota na Concoleezza Rice quando, daqui a uns anos, for a candidata republicana.

7 comentários:

Al Kantara disse...

Gajo, gaja, branco, preto ou assim-assim, o importante é que alguém impeça que os republicanos voltem a ganhar. É altura de alguém varrer a merda que este retardado do Bush fez durante anos...

maria disse...

Num certo sentido A Hillary até é mais negra do que Obama, no que se refere a falar de direitos. Ela pode falar nos direitos dos negros, o Obama resulta um pouco radical se o fizer.

expressodalinha disse...

O que é a esquerda? Acham que ainda alguém se preocupa com isso fora os retardados da nossa geração falhada de "Maio 68"?
Prefiro o Obama. Os Clinton já lhes senti o cheiro e não gostei.

António P. disse...

Está piro Expresso !
Agora escolhes pelo cheiro ? Cuidado que o Obama ainda cheira a Catinga.
Porta-te mal e um abraço

samatra disse...

mas o Obama não é preto é CASTANHO... isso faz toda a diferença.

Luis Filipe disse...

O ideal era a gaja branca pôr uns óculos, para poder alcançar um pouco mais além do seu umbigo.

CM disse...

Boa ideia, António. Cá no íntimo, gostava de poder votar no Obama Clinton (ou na Hillary Obama, vamos lá). Também "gosto mais de gajas", mas não simpatizo - pura questão pessoal - com esta. Nunca, em todo o caso, numa Condolleezza Clinton (ou num Obama Rice). E, a propósito de primárias norte-americanas, o teu Liverpool? Para quando notícias, sentimentos, sobre o desastre eminente? Abraço.