13/03/08

Já se podem comprar electrodomésticos e afins no Paraíso

P.S. : já depois de editar este post reparei que o mais correcto será dizer que os electrodomésticos já se podem vender...resta saber se o cidadão comum, com os salários de fome, tem possibilidade de os comprar.

9 comentários:

Al Kantara disse...

Sinal dos tempos...

expressodalinha disse...

A parte final era dispensável...

PDuarte disse...

Faz lá falta um Valentim que dava essas coisas todas.

Anónimo disse...

Cuba, sinais de esperança de um mundo melhor do que este:

Agricultura biológica em 100% do território!
Cuidados de saúde e medicina preventiva!
Educação para todos!
Desporto para todos!
Cultura para todos!
42% dos Deputados do Parlamento são mulheres!
A Licença de maternidade é de um ano, que pode ser alargada até à altura em que o bebé caminha sozinho. O pai pode dividir com a mãe a licença.

EUA, um gigante agressor e opressor:

As mulheres têm direito a 15 dias de licença pós-parto.
As seguradoras controlam o sector da saúde.
A Indústria Agroquímica aumenta os seus lucros anualmente, provocando a fome e esterilização dos solos do chamado terceiro mundo.
A indústria de armamento aumenta os seus lucros, já que tem “negócios” instalados no mundo.
Permanecem relatórios da OMS e da ONU sobre as más práticas e sistemáticas violações dos direitos humanos os campos de prisioneiros norte-americanos.
Sistemáticas violações dos compromissos de Quioto e agenda ambiental.

A morte e o lucro são pois os motes. Convida-se o senhor António P a visitar Nova Orleães e a conhecer de perto as maravilhas dos EUA.

Abu-Ghraib para si, também!

Eu prefiro uns daiquiris e o som da música cubana.

Valorizo a Finlândia, Espanha, Dinamarca e Suécia por furarem o embargo norte-americano e comercializarem com Cuba medicamentos e equipamentos.

Anónimo disse...

@12:04

Já agora...quantos MIG e Kalashnikov's Cubanos, mataram Angolanos?

Eu prefiro ser Livre no pensar ao som do que o meu ouvido mais apreciar na altura!


É bom viver em cuba??
Se fosse fosse possível referendar o regime instalado, obteríamos a resposta em 2 tempos...

samatra disse...

Conheço bem Cuba. infelizmente não gosto por varios motivos ex: a completa falta de possibilidade de circular no país ou viver fora do lugar de nascimento. Tirando o 'camelo'de Havana não existe transportes publicos para além das boleias da chapa azul controladissimas pela policia os salvo condutos são para a maioria dos cubanos impossiveis de obter... estamos a falar de viajar internamente. Todavia no que respeita a electrodomesticos olhe que não difere do resto da america latina.

Anónimo disse...

@12:04

Fale lá aos mutilados e orfãos da Guerra de Angola acerca de Cuba...Cubanos...Fidel Castro...

Afinal que é o opressor do Oprimido Povo da Cuba?

Cristina disse...

os desgraçados nem papel higienico podem comprar, quanto mais um electrodomestico!!! até parece anedota..

bom, sempre fica a ideia de que é permitido. desde que se mantenham sem dinheiro, não ha perigo..

Odete Pinto disse...

Pois sim, é permitido vender microondas; torradeiras ainda não.
Enfim, um paraíso mal torrado.