19/04/08

Liceais. FENPROF. PGR. PJ. Boavista. Família Loureiro

Que o Procurador Geral da República receba a FENPROF e esteja preocupado com o que os liceais fazem nas escolas e divulgam no Youtube, compreende-se. Que a PJ vá falar com o senhor Sérgio Silva que ainda há cinco anos pintava paredes em Viana do Castelo e agora aparece com um cheque de 38 milhões de euros para salvar o Boavista, também se compreende. Que ninguém pergunte o que andaram a fazer o pai ( e Major ) Loureiro e o seu filho João, durante 30 anos no Boavista, também se compreende. Só peço à PJ que quando for ouvir o Major Valentim Loureiro vá a horas que o homem não os receba de roupão. Pelo menos para nos poupar a cenas degradantes.

2 comentários:

Al Kantara disse...

"Há sinais de descapitalização do Boavista no ultimos anos" - diz um auditor encartado. Vejam lá que eu, mesmo sem ver as contas, diria exactamente o mesmo. (E por metade do preço...)

PS - Agora os boavisteiros que vão para a porta do "major reintegrado" exigir contas. Ou pelo menos uns frigoríficos, umas ventoínhas, sei lá...

expressodalinha disse...

Pequena correcção irrelevante: é primeiro integrado e depois promovido a major. Antes tinha sido expulso da tropa. Processos...