23/06/08

Um quase fim de semana...em Lisboa !!!

Sexta feira chegámos cedo a Lisboa. Para um abraço ao Luis Serpa agora que a Safira nos deixou para sempre. Um momento de tristeza. Depois fui aos meus compromissos profissionais e pessoais. À tarde fui cortar o cabelo ao barbeiro de anos. Hábitos difíceis de perder. Ao fim da tarde até andei de autocarro e cheguei a tempo de ver o incrível Croácia 1 - Turquia 1. Após prolongamento e penaltis a Turquia passou às meias finais. Nem sempre as melhores equipas ganham. No trajecto, que incluia o viaduto Duarte Pacheco, confirmei que a maioria dos automóveis que deixavam a cidade seguiam só com o condutor. Bem dita crise petrolifera. Dormi em Lisboa.
A manhã de sábado foi dedicada a actividades profissionais. O almoço foi familiar. Com a Manuela e o Xico. Uma bela sardinhada à beira Tejo. Perto da doca de Belém. Não tendo iate o passeio, no rio, foi de cacilheiro. Até à Trafaria, passando por Porto Brandão. Lisboa continua magnífica. O hotel da polémica, ainda em construção, na doca de Pedrouços afinal não é polémica nenhuma. Ainda bem. O que seria merecedor de polémicas não o foi. Como um prédio, de não sei quantos andares, em Algés que corta toda a harmonia do perfil das colinas. Mas Algés é terra do rei, de seu nome Isaltino Morais. Depois foi uma visita à neta de 15 dias. Madalena de seu nome. Soube, pela mãe, que alguém insuspeito disse que era parecida com o avô. Só podia.
Do Holanda - Rússia só vi a 1ª parte. Ao intervalo palpitou-me que seria a Rússia a ganhar. Pena só não acertar no euromilhões. O jantar foi de aniversário. Duplo. Do Zé S. e da Mena. No Mercado de Santa Clara. Estava óptimo. Mérito dos aniversariantes e do Carlos.
Domingo já acordei no Alentejo.

2 comentários:

expressodalinha disse...

Bons olhos te vejam, ó alentejano. Perdeste um bom jogo. A Rússia deu "banho de bola" e vai ganhar o Euro!

Galeota disse...

Os olhos até brilham... é parecida com o avô.