15/09/08

Próxima "onda" : a da Saúde ?

Isto, leia-se o país, está a ficar muito sossegado. A onda de crimes parece que acabou com a época balnear ou por cansaço dos jornalistas, perdão dos criminosos. O Presidente Cavaco puxou as orelhas ao ministro Rui Pereira e pronto. E os Senhores Juízes são intocáveis. Serão ?
Não houve época de incêndios. Como tal não há rescaldos a fazer.
O começo das aulas decorre normalmente e nem o Cluny da Educação ( vulgo Mário Nogueira ) consegue agitar as águas.
O estatuto dos Açores não vende junto da opinião pública. É demasiado pesado...mete a Constituição e tudo.
A Espanha não pensa invadir-nos.
O petróleo baixa. Aqueles que previam que, até ao fim do ano, o barril chegaria a 200 dolares reformaram-se e tentam o Eurominlhões.É mais fácil acertar no dito. E aqueles que receberam apoios e subsídios estão caladinhos...que lhes saiu a sorte grande.
A blogoesfera política anda entretida com a Sra. Palin e o campeonato nacional ainda só vai com duas jornadas para passar a dominar as atenções.
A "onda" da Saúde foi há uns meses, quando todos os dias nasciam crianças em ambulâncias e caiam doentes das macas. Mas desde que o minsitro Correia de Campos foi substituido tudo passou a funcionar bem. Ah grande Ana Jorge. Até os da Anadia desapareceram dos noticiários. E, a propósito, conseguiram alguma coisa ? Hoje parece que alguém ( quem ? Um jornalista ? Um "olheiro" do Inter de Milão ? O Dr. Pacheco Pereira ? ) descobriu que um dentista fez urgências num hospital sem estar qualificado para tal. Ou me engano muito ou vem ai a onda da Saúde. Prepare-se Sra. Ministra.

2 comentários:

Al Kantara disse...

Um dentista fez urgências sem estar qualificado para tal ? Não, para as dores de dentes, o senhor era até o mais qualificado...

Galeota disse...

Depois das operações às cataratas ...