09/01/09

Onde andarão

A justiça pode funcionar mal mas antes esta que a dos Tribunais Populares.
Os jornalistas deveriam aproveitar, agora que o governo financia tudo o que é estágio, e frequentarem um de reciclagem.
Aqueles que andam à procura de causas deveriam ter a humildade de perceber que quando há pessoas de carne e osso envolvidas é melhor ouvi-las e respeitá-las.
Correcção ( às 21: 58 ) : onde seprovidências cautelares deve ler-se habeas corpus.

6 comentários:

SeaKo disse...

Não desesperar....

Na RTP1 já foram ouvir o algarvio Vilas-Boas. Na SIC o clarividente Eduardo Sá tb já disse de sua justiça (falta ouvir a juíza Fátima Lopes, q anulará decerto qq decisão judicial). Na SIC Noticias às 17h já está convocado o Tribunal Popular (aka Opinião Publica).

É preciso dizer mais?

Al Kantara disse...

A juíza Fátima Lopes é uma reserva moral da Nação. Assim, na sua sabedoria de dona-de-casa exemplar, só deverá pronunciar-se após esgotados os recursos para o Supremo e para o Tribunal Europeu dos Direitos dos Pais Afectivos...

SeaKo disse...

Frase final do jornalista que conduzia o programa "Opinião Publica": «...não querendo tomar partido, parece óbvio que o superior interesse da criança não foi tido em conta.»

Isenção jornalística no seu melhor, depois de 40 minutos de linchamento popular.

Galeota disse...

Já foi o surto de gripe, a vaga de frio, a neve a chegar a... e para o fim-de-semana o "caso da criança".

SeaKo disse...

Encontrados!!

Especial Justiça Popular, às 21h10 na SIC
Membro do Supremo Tribunal presentes: Maria Barroso, Marinho Pinto, Vilas Boas, etc...

ERC ao balcão central...ERC...

Mgraça disse...

Não esquecer que o pai anda para lá de 4 anos esperando pela justiça ... Curiosamente ninguém parece achar estranho o sargento comprar a miuda com escritura num cartorio à laia de talhão de terreno. Assim como a criança sofrer de excesso de atenção deve estar ali a crescer um monstrinho mimado mas isso os psicologos ignoram.