27/04/11

Razões ( em 16 fotos) para não viver em Lisboa

 
            

 
 
 
 
 
 
Almoçar borrego no campo alentejano, na 2ª feira de Páscoa. Este ano foi ensopado. Começámos à uma da tarde. Acabámos às 9 da noite. Fez sol. Choveu. Voltou a fazer sol. E, já me esquecia, as cabeças ( pois os borregos eram dois ) foram assadas na brasa. Uma delícia.

3 comentários:

Galeota disse...

Uma maravilha! Eu bem falo do Faial.

Henrique ANTUNES FERREIRA disse...

Antóniopêpontamigo

Ê cá gosto mais de costeletas de borrego panadinhas, que nã há quem as faça como a minha comadri Jaquina, de Estremoz.

Quanto ao resto da ementa, nã sê se te diga, se te conte.

Abç

expressodalinha disse...

Tudo razões a ponderar (sem borrego, claro). Abraço de Páscoa.