27/01/15

Holocausto e Cultura

Em Dia Internacional da Lembrança do Holocausto recordo as palavras de Jonathan Littell, autor de "Les Bienveillantes" (leitura que recomendo), numa entrevista  ao Ípsilon (suplemento do Público) no dia 28 de Dezembro de 2007:
"A cultura não nos protege de coisa nenhuma. Os nazis são a prova disso. Pode sentir-se profunda admiração por Beethoven ou Mozart e ler o "Fausto", de Goethe, e ser-se uma porcaria de ser humano. Não existe ligação directa entre a cultura com C maiúsculo e as opções políticas."

Sem comentários: