08/07/08

O ciclo das estações ou a roda da Fortuna


"- Ficaremos cá um mês a menos.
- Não. Quero passar o ano inteiro nesta aldeia.
- O ciclo completo das estações - comentou Roberta irònicamente.
- Não cedo nem um bocado. Pela primeira vez na minha vida ganhei numa única tarefa dinheiro suficiente para poder viver na aldeia o ciclo completo das estações. Sonhava com isso desde menino. Não desisto.
- Mas eu ganho sempre à roleta. "

(...)

"( Milan ) Voltou à sala do bacará, fez um jogo com 5.000 e, com diversas flutuações da sorte, levou quase meia hora a perder as dez fichas. Era uma hora e meia, foi ainda beber dois copos de gim seco. Calculou que tinha perdido nessa noite 180.000 francos, ou seja seis meses de estadia na aldeia. Não será ainda este ano que ele vai viver no campo o ciclo completo das estações ! A não ser que Roberta tenha ganho."

( páginas 26 e 120 de " A Roda da Fortuna" ( " Les Mauvais coups " em francês ) de Roger Vailland, editado pela Ulisseia em 1961, com tradução de Augusto Abelaira )
Foto de Pedro S.

5 comentários:

Galeota disse...

Que Céu...que azul!

aNa disse...

Que foto!* Nem tinha reparado bem nesta foto!*
;)* Beijinhos e tomem conta da nossa nespereira!! ;)

aNa disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
expressodalinha disse...

Mudasti? Estás pois mais calmo, mais contemplativo. Já tenho saudades daqueles disputas com o PCP!

Anónimo disse...

Não pode, arrisca-se a ser expropriado na próxima reforma agrária.

Onde ele se instalou é tudo comunagem, o pessoal da cortiça se percebe o queque que ele é, limpa-lhe o sarampo.