06/07/08

Seara e sobreiros

A seara já foi debulhada. Mecanicamente.
A cortiça já foi retirada. Manualmente.
Assisto ao ciclo das estações. Em Lisboa nunca o poderia fazer.
Foto de Pedro S.

5 comentários:

lottery tickets disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Galeota disse...

Parabéns, ao Sr. Pedro S.

Anónimo disse...

António, tens a sensação que aí assistes a um ciclo de estações a que não assistias em Lisboa, mas mesmo em Lisboa se dá pelas diferenças entre as estações.
Há alturas em que as folhas das árvores amarelecem e caem. O tempo vai ficando cinzento e mais escuro e as árvores ficam sem folhas. Na Primavera rebenta tudo de novo e as árvores da cidade enchem-se de flores.
Em Maputo, nada disto se passava. As árvores têm sempre folhas. Flores só em algumas alturas do ano, mas folhas têm sempre. Há sempre céu azul. A temperatura varia um pouco ao longo do ano mas nada significativo.
Muito diferente das estações em Lisboa, mas não me queixo, nem em Maputo, nem em Lisboa.
Paula

maria antunes disse...

Cheio de sorte.

António P. disse...

Viva Paula e parcialmente de acordo contigo.
Só que nas cidades tens árvores e eventualmente jardins. Não tens cereais, vinhas, animais, etc que nos fazem compreender e sentir o ciclo das estações.
Tudo bem aí por África ? Maputo ou Luanda ?