08/09/09

A vitória de José Sócrates

Dizem que ninguém lê os programas dos partidos.
O Professor Francisco Louçã fiou-se na Virgem. Geralmente em debates ninguém lhe pergunta o que defende o seu programa. Nas entrevistas nunca é contraditado. Nunca ninguém lhe pergunta como concretizaria as suas propostas.
José Sócrates ao ler , no debate da RTP 1, partes do programa do BE mostrou, a quem assistiu ao debate, que a esquerda caviar defende o que sempre defendeu. Que não aprendeu nada com a queda do muro de Berlim. Que não fez autocrítica nenhuma e que no essencial defende um projecto colectivista e totalitário. Nacionalizações. Empresas dirigidas por comissários políticos. Tudo gratuito à conta do dinheiro de todos nós.
KO técnico.

3 comentários:

Zaira disse...

Só um esclarecimento SFF: não defendes um bom serviço nacional de saude igual para todos e pago pelo dinheiro de todos?

Luis Filipe disse...

Nem mais !

Liberdade de acção para os Jardins do Millenium, os bacanos do BPN, que a guita custa a ganhar, pá !

Muito essa fauna trabalhou e vem agora essse radical defender o totalitarismo, pá !

Armado em Robin dos Bosques, pá !

Onde é que ele julga que está ?

Somos todos parvos, ou quê ???

Abaixo a opressão dos colectivistas da esquerda caviar !

O Sócrates é que é, pá !

E a Manelinha + o Paulinho !

Luís disse...

António P., obrigado pelos seus comentários no meu blog. Devo dizer-lhe que discordo muito de si como percebe. E que nesta questão dos votos e dos partidos nos devemos sempre distanciar, sem deixar de entusiasmar claro. Por exemplo, se me permite o conselho, leia o programa do BE. Tem imensos aspectos para reflectir e para discordar, concordar, aprofundar, pensar pela primeira vez, etc. Porque razão isolar um ponto ou outro, deturpá-lo ou não permitir que seja tratado em profundidade? Os debates simplificam. Cumpre-nos complexificar. Se percebermos a natureza complexa das coisas seremos mais tolerantes. Desculpe a extensão do comentário.
Um abraço