21/03/10

O descolonizador deslumbrado

A sensação que tenho quando vejo e/ou ouço Paulo Rangel é que é um puto deslumbrado com ele próprio.
Se afirma qualquer coisa que lhe soa bem repete-a até à exaustão.
Na entrevista com Judite de Sousa, na RTP 1, saiu-lhe o " é preciso descolonizar o Estado.". Até a entrevistadora ficou apalermada.
A partir desse momento não se cansa de repetir o disparate.

4 comentários:

Galeota disse...

Perdão,...arregalou o olho.

Prezado disse...

Já vi parecido antes. Síndrome Santana Lopes?

mdsol disse...

Julgo que ele é um bluff completo.

:)))


[Tem lá um ramalhete também a pensar em si]

intimidades disse...

o interessante de quem iz disparate, e que invariavelmente acha que esta a dizer uma futura doutrina

Beijos
Paula